Viagens ao Inconsciente


24/04/2010


pra ficar te olhando... e A Ponta do Sonho

 Era como uma pedra ribanceira abaixo a cada toque me fazia girar ora num sentido ora noutro ora até ficava imóvel só:

a carne interditada na ordem das palavras criava um caos nos meus sentimentos: uma vinha apaziguar a seguinte me confundia na sequência eu ia rolando tentanto ver se havia algum lugar para a âncora. Nada perguntava, sondava, espiava, alguns toques, e a pulsão? Era só encantamento sendo mantido de perto como um imã que ainda não achou seu ponto de deslocamento em direção ao outro. Desejo. Não fazia o menor sentidoficar produzindo desejo? Adiando. Orgasmo. Sono. Palavras. Sim. Toma! de assalto. Medo. Apele. A pá lavra. apalavração. cala da boca a palavra que corta o fluxo do gozo. Até o riso. o rizoma. A planta do pé. Eu não vi quando você não me olhou. Só vi você ameolhar. Ame olhar a me olhar...ah meu olhar que não quer parar de mais te olhar demais te olhar de mais da conta do conto da ponta do sonho...já que li, né?!

Escrito por nelson barroso às 17h55
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico