Viagens ao Inconsciente


16/05/2009


SEM PAIXÃO?

A gente combina algumas coisas, e assim tentamos driblar o destino. Quando chegar em casa não me beije - mesmo que esteja com vontade. Fala só um oi, a conversa virá. Mas pode abraçar. Abraçar sempre. A qualquer hora. Mesmo que não esteja com vontade. A vontade virá. E se não vier o abraço termina naturalmente. Se tiver sentindo asco de mim, já estaremos separados há muito tempo. Vamos combinar algo sobre a música. A tecnologia já nos permite o individualismo. Se um dos dois não quiser ouvir, ou não puder, e só colocar o fone no ouvido. Não nos obrigaremos a conversar o tempo todo. Hoje em dia há um psicanalista em cada esquina. Combinemos de não fumar. Se pudermos não beber muito, vai ajudar. Estou rasgado no peito. Alguém invadiu e roubou meu coração. Sem paixão caminho pelas ruas da cidade com um olhar verde e cantarolando "até pensei", do chico buarque. Ah! Nada de orkut, pouco msn, sem sacanagem. Coca cola. Muitos dvds. Poesia até a overdose. Dedilho algo no violão. Você canta, eu acompanho. Capuccino. Um vinho de verdade. Queijo, azeite, orégano, sal. Faz uma lazanha. Quintana. E se eu falar sonhando vai ser engraçado ser acordado com um beijo na boca.

 

Escrito por nelson barroso às 21h52
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico