Viagens ao Inconsciente


28/10/2008


Enamoradolunar

Alguém de muito longe recolhe minhas garrafas e lê minhas marcas impressas em letras disformes. Demanda minha alma delirar pelo seu reconhecimento, pelo seu sinal aberto ao abrir cada página dos sentidos do meu desejo. Imagino-te num corpo que me recebe com olhos dançantes enquanto lê, enquanto percorre as frases que componho fazendo sua luz brilhar no ir e vir a cada retomada de cada trilha que te dedico. Só tenho palavras para tocar em ti, e sei que são capazes de me fazer entrar nos caminhos em que tua pulsação me leva por entre teu corpo. Visito tuas entranhas neste passeio em que me ofereces a possibilidade de sermos amantes. Amo as palavras que me podem levar ao seu encontro, penetrar-te pelos póros, pela luz que tu projetas no que vês de mim. Só quem tem nos olhos a alma pode reconhecer na aparente frieza de letras concatenadas um sujeito sensível, uma pessoa que se quer mostrar afeto ao amor. Você compõe os espaços vazios entre as letras, entre cada batida do meu coração, entre todas as células que no meu corpo vibram por ter sido reconhecido ao ter sido recolhido desse mar virtual, mas que leva as minhas digitais no estilo que componho pra você. O que antes era um grito, um pedido, um aviso, uma manifestação, agora é festa se posso me ver em tuas mãos, nas pontas dos teus dedos enquanto colhes o amor que lhe endereço. 

Escrito por nelson barroso às 15h12
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico