Viagens ao Inconsciente


15/09/2008


de dentro olho

e não entendo as palavras

havia algumas pra espalhar por aí

e sei bem porque

as perdi

encontro olhares

mudos

são cantos das falas

e meu olho agudo

um açude

saudade imensa de deitar olhos num amor

Escrito por nelson barroso às 20h37
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico