Viagens ao Inconsciente


27/07/2008


O riso era fácil. Um homem e uma mulher encontram-se nas palavras. A cada instante, amenizavam as estranhezas em seus corpos, ainda distantes da intimidade. Raros toques marcavam como num texto o território que se estreitava. O desejo estava imerso numa alegria de si olhar e si falar. Jogos de linguagem emergiam facilmente como se houvesse uma trilha comum na subjetividade. Nenhum forçamento para qualquer suposição amorosa. E riam de tudo. E falavam. Esse era o toque mais sublime do sensível.

Escrito por nelson barroso às 13h30
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico