Viagens ao Inconsciente


04/06/2007


parco leito

na imensidão

é a saudade

esticando o tempo

lavrando seu chão

 

sementes confessas

brotam

insistem na vida

 

folhas ao léo

raízes em vão

solo arenoso

 

solidão

Escrito por nelson barroso às 18h38
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico