Viagens ao Inconsciente


06/01/2007


Tenho eu o cetro

Ela, o poder

Seu brinquedo preferido

que finge manejar sem o saber

Por vezes até me confunde

Dando tanta corda pra vôo

Mas antes que eu alcance altura alado

Corta-me o impossível chão

E todo etéreo espaço

Que num instante pensei sólido

Não passava de um suspirar

Era só um pequeno salto

Entre as linhas da sua mão

Escrito por nelson barroso às 20h02
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico