Viagens ao Inconsciente


13/08/2005


SÓ LETRA

Remendo letras

Teço um tapete agora

Em vôo

Em vão

Minhas palavras

Meu chão

Hoje, só

Minha solidão

Palavras não falam

Escuto seu coração

Palavras não gemem na solidão

São traços em traços

Hoje, de mal

Fico assim...

Longe de mim

Longe demais

Pra quem quer poesias

Palavras alcanço

Mas hoje não saio do meu papel

Inscrevo em mim esta dor da falta

Esta falta da letra

Que funda o outro

O outro de mim

Escrito por nelson barroso às 21h38
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Sudeste, NITEROI, Homem

Histórico